domingo, 30 de dezembro de 2012


BIOGRAFIA

JOÃO BOSCO

Nome: João Bosco Homem de Carvalho Filho
Data Nascimento: 11/09/1981
Local: Rondonópolis – MT
Signo: Virgem
Apelido de Infância: Buanamu e JCC
Altura: 1,75
Peso: 88 Kg
Sapato: 41
Manequim: 42
Animal de Estimação: Cachorros (Padô e Raicca)
Ator/ Atriz: Antônio Fagundes – Fernanda Montenegro
Cantor: Roberto Carlos
Cantora: Ivete Sangalo
Dupla: Chitãozinho e Xororó
Cor: Preto
Prato Preferido: Bife Acebolado
Sobremesa: Pudim de Pão
Hobby: Jogar futebol e Pescar
Um lugar: Casa dos meus pais
Time: Flamengo
Uma vaidade: Cuidar do corpo.
Seu maior orgulho: Poder oferecer uma vida melhor e mais digna pra minha família
Defeito: Falar demais
Mico: cair do palco durante o show
Sua idéia de felicidade: Constituir Família e Continuar cantando pro resto da vida.
Qual sua palavra favorita: Bondade
Qual palavra mais detesta: Falsidade
Do que mais tem medo: Traição
Qual música poderia ser trilha sonora de sua vida: Tocando em Frente ( Renato Teixeira e Almir Sater)
Um Show: Barretos 2005(27/05/2005)
Sucesso: Prefiro trocar esta palavra por muito trabalho
Qual lema de sua vida: ” Humildade e Simplicidade é Autoridade em Qualquer Lugar”.
Qual amor de sua vida: Minha Família
Qual sua maior realização:  Conseguir chegar onde cheguei sem passar por cima de ninguém.
Futuro: A Deus pertence!

VINÍCIUS

Nome: Vinícius Fernando Karlinke
Data Nascimento: 31/12/1980
Local: Naviraí – MS
Signo: Capricórnio
Apelido de Infância: Tronxo
Altura: 1,84
Peso: 86 Kg
Sapato: 42
Manequim: 42
Animal de Estimação: cachorro – Messi e Sofia
Ator/ Atriz: Vagner Moura – Camila Pitanga
Cantor: Leonardo
Cantora: Ana Carolina
Dupla: Chitãozinho e Xororó
Cor: Marrom
Prato Preferido: Churrasco
Sobremesa: Salada de Frutas
Hobby: Jogar futebol e Pescar
Um lugar: Fernando de Noronha
Time: Santos
Uma vaidade: cuidar do cabelo e do visual
Seu maior orgulho: ser uma pessoa honesta.
Defeito: Ser impaciente
Mico: Esqueci o nome da Cidade de um Show
Sua idéia de felicidade: Construir uma família Feliz!
Qual sua palavra favorita: Sorria
Qual palavra mais detesta: Desgraça
Do que mais tem medo: Falta de Segurança
Qual música poderia ser trilha sonora de sua vida: QUÍMICA
Um Show: Gravação DVD Coração Apaixonou em Ribeirão Preto
Sucesso: Não gosto dessa palavra, prefiro “trabalho” e pretendo trabalhar muito se Deus permitir.
Qual lema de sua vida: “Trate bem as pessoas para ser bem tratado”
Qual amor de sua vida: Minha família – Audrei e Maria Clara; meus pais, irmãos e também meus cachorros.
Qual sua maior realização: Nascimento da minha filha e conhecer o Brasil através da música.
Futuro: Se Deus quiser, com muita saúde e fazer o que mais amo “cantar”

Biografia de Jorge & Mateus!




 
Responsáveis por algumas das levadas mais animadas do sertanejo universitário, como “Pode Chorar”, “De Tanto Te Querer”, “Voa Beija Flor”, “Querendo Te Amar”, “Amo Noite E Dia”, entre outras, os goianos Jorge & Mateus, da cidade de Itumbiara, interior de Goiás, ganharam projeção nacional e, hoje, são considerados uma das principais duplas sertanejas do Brasil.
Foi através de um amigo em comum, em 2005, que Jorge, estudante de Direito que participava, sozinho, de muitos festivais de música, e Mateus, que cursava agronomia e que também se apresentava em festas e festivais de música, tiveram a oportunidade de cantarem juntos em um churrasco de amigos. A sintonia foi tão forte, que os músicos passaram a fazer shows como dupla. A primeira apresentação foi em 26 de maio de 2005, numa boate da cidade de Itumbiara para um público universitário.
Após o primeiro show, Jorge & Mateus resolveram gravar um CD independente, na garagem da casa de Mateus, com algumas composições próprias e novas roupagens de clássicos da música sertaneja. O repertório agradou e a agenda de apresentações aumentou. Com isso, a gravadora Universal Music ficou conhecendo o trabalho da dupla e, em 2007, resultou na gravação do CD e DVD “Ao Vivo Em Goiânia”.
A repercussão do “Ao Vivo Em Goiânia”, produzido por Pinócchio e com a direção de áudio de Ivan Miazato, foi tão imediata, que a dupla, além de ver o seu primeiro grande sucesso, a canção “Pode Chorar”, estourar por todo o Brasil, ganhou disco de ouro. Os versos “pode chorar, mas eu não volto pra você/ pode chorar, você não vai me convencer/ pode chorar, você se lembra o quanto eu chorei por você?” logo caíram no gosto dos fãs de sertanejo universitário. 
A história da dupla foi se construindo e, em 2008, mais uma surpresa agradável: a música “De Tanto Te Querer”, também do CD “Ao Vivo Em Goiânia”, foi escolhida para ser trilha sonora da novela global ‘A Favorita’. A canção passou a fazer parte da programação de quase todas as rádios do Brasil.
Neste mesmo ano, em 2008, Jorge & Mateus alcançaram um ineditismo com o projeto chamado “Jorge & Mateus Elétrico”: misturando axé e música pop ao sertanejo, a dupla lançou a micareta sertaneja. Os goianos passaram a se apresentar no carnaval de Salvador, sendo a primeira dupla sertaneja a conseguir tal feito.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

domingo, 23 de dezembro de 2012

BBB9: Áudio vaza e Boninho ameaça: "Vou arrancar o seu braço."

Alemão Big Brothet Brasil revela a farsa

Farsa Rede Globo Soletrando

30 frases mais ditas antes de morrer



1. Corte o fio vermelho, eu tenho certeza!
2. Pode subir que agüenta mais um…
3. O que acontece se eu apertar este botão?
4. Vou acender um fósforo…
5. Não toque em nada!
6. Esse vai passar perto!
7. Deixa comigo…
8. Não puxe o pino!
9. É uma cirurgia simples…
10. Você não é homem para fazer isso!
11. Ahhh! O que não mata, engorda!
12. Que isso, cara! Eu sou só o encanador…
13. Vou te denunciar!
14. Pode falar, doutor, é serio?
15. Este avião está descendo muito rápido !
16. Agora só falta um…
17. Buraco? Que buraco?
18. Atchim! (dentro do armário)
19. Vai que dá!
20. Por aí não, por aqui é bem mais rápido…
21. Não se preocupe, eu sei nadar…
22. Posso ver uma luz no final do túnel se aproximando rapidamente…
23. Ou vai ou racha!
24. Relaxa… é nóis!
25. Fique calmo, vai acabar tudo bem!
26. Não vem vindo carro não, pode ir…
27. Não é nada disso que você está pensando, a gente pode explicar tudo!
28. Atira! Atira! Quero vê!
29. Tá tudo bem, eu sei o que estou fazendo!
30. Tudo bem, mulher… Pode dirigir…

Todo mundo só fala nisso!


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Millôr e seu humor


O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional a quantidade de foda-se! que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do foda-se!? O foda-se! aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor.

Reorganiza as coisas. Me liberta. Não quer sair comigo?

Então foda-se!. Vai querer decidir essa merda sozinho (a) mesmo? Então foda-se!. O direito ao foda-se! deveria estar assegurado na Constituição Federal.


Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.

Prá caralho, por exemplo. Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que Prá caralho? Prá caralho tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas prá caralho, o Sol é quente prá caralho, o universo é antigo prá caralho, eu gosto de cerveja prá caralho, entende? No gênero do Prá caralho, mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso Nem fodendo!. O Não, não e não! e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade Não, absolutamente não! o substituem.

O Nem fodendo é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral?
Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo Marquinhos presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!. O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicinio.

Por sua vez, o porra nenhuma! atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional. Como comentar a gravata daquele chefe idiota senão com um PHD porra nenhuma!, ou ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!. O porra nenhuma, como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha.

São dessa mesma gênese os clássicos aspone, chepone, repone e mais recentemente, o prepone – presidente de porra nenhuma. Há outros palavrões igualmente clássicos. / Pense na sonoridade de um Puta-que-pariu!, ou seu correlato Puta-que-o-pariu!, falados assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba… Diante de uma notícia irritante qualquer puta-que-o-pariu! dito assim te coloca outra vez em seu eixo.

Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

E o que dizer de nosso famoso vai tomar no cu!? E sua maravilhosa e reforçadora derivação vai tomar no olho do seu cu!. Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus uando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: Chega! Vai tomar no olho do seu cu!.

Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e sai a rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.
E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: Fodeu!. E sua derivação mais avassaladora ainda: Fodeu de vez!. Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?

Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e autodefesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? Fodeu de vez!.

Liberdade, igualdade, fraternidade e foda-se …
Millôr Fernandes

domingo, 9 de dezembro de 2012




terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Ponta Porã fica em 2º lugar na primeira competição

Equipe estreia com ótimo resultado Neste último sábado (1), a equipe Frontera Rugby Clube (FRC) foi a Bela Vista para disputar seu primeiro campeonato. A disputa fez parte da 1ª Copa Fronteira de Rugby Seven-a-Side, onde depois de muito esforço e treinamentos o FRC foi recompensado com o 2° lugar, em um campeonato bastante equilibrado e difícil. Excelente resultado para a primeira competição da equipe onde a maioria absoluta dos jogadores nunca tinha participado de uma competição de rugby. Este resultado demonstrou a competência, garra e determinação deste clube, que com apenas três meses de formação já leva o nome de Ponta Porã e Pedro Juan para outras localidades. O FRC ofereceu Ponta Porã como sede da segunda edição da Copa Fronteira, com previsão para fevereiro de 2013.